CoisasDaVida


O Bom Dia e a Caminhada

O Bom Dia e a Caminhada


Posted By on fev 6, 2017

Existem estudos que provam que se você fizer alguma coisa por 21 dias ininterruptamente isso vira um hábito.

Eu acredito nessa máxima e a coloquei em prática nos últimos 21 dias. Caminhei, todos os dias.

Sinto-me feliz e realizada. Forte, determinada e capaz de cumprir o que me proponho a fazer.

Mas além do aprendizado que a disciplina traz e de todos os inúmeros benefícios que tenho com a caminhada, um me chama atenção especialmente. O ato de dar Bom Dia!

Acho incrível como quando estamos caminhando fica normal sair distribuindo Bom Dia para qualquer pessoa que atravessa nosso caminho. Dou Bom Dia para quem vem pela frente, para quem emparelha do lado, para quem está de costas varrendo uma calçada, para o vigia da rua, à mulher com o cachorrinho. Até para aqueles que não escutam e ou não respondem.

Mas aí fiquei pensando… Por que não fazemos o mesmo quando não estamos fazendo a caminhada? Será que são os tênis que nos dão esse poder? Será que colocar uma malha e começar a caminhar abre nossos olhos e boca?

O que acontece quando tiramos os tênis e a malha? Perdemos a capacidade de ver as pessoas passando ao nosso lado? Esquecemos de como é bom pronunciar “Bom Dia!”?

Todos os dias penso nisso enquanto caminho.

Percebo que boa parte dos pesos vão ficando pelo caminho a cada “Bom Dia” que pronuncio. O meu Dia vai ficando melhor. Meu rosto se suaviza, meu sorriso fica mais presente, minha língua relaxa.

Sinto que mesmo quando alguém não responde ou parece não ter ouvido, cada vez que pronuncio Bom Dia, a energia positiva toca primeiro em mim e vai até onde encontrar ressonância.

Agora vou começar a praticar a distribuição de “Bom Dia!” fora da caminhada. Quero tornar comum cumprimentar as pessoas na rua. Na maioria das vezes olhamos os outros, como se eles fossem “outros”. E não é nada disso. Somos todos um só.

Que o Deus habita em mim, saúde o Deus que habita em você.

Bom Dia!!!

Leia Mais

Balanço geral de 2015


Posted By on dez 31, 2015

E chegamos ao 31 de dezembro de 2015… Ufa! Que ano.

Tudo começou com jeito de festa, leve e colorido. Mas os “astros” já avisavam que não seria um ano de “festa” – as pedras iriam rolar, contas teriam que ser acertadas. 2015 seria o ano do retorno, da colheita.

Lembra do ditado “quem semeia ventos colhe tempestade”? Ou daquele “Você pode escolher o que plantar, mas a colheita será sempre o resultado da plantação. Não adianta plantar laranja e querer colher morango”. Tudo bem o mudei um pouco as palavras, mas o sentido continuo o mesmo. 😉

Superstições à parte o ano não foi lá dos mais fáceis mesmo. Acho que andei plantando mais vento do que calmaria. Tudo bem que o acontecimento mais definitivo não tinha relação com minhas “plantações”, mas sem dúvida, tem tudo haver com o que tento semear depois.

No dia 22 de fevereiro minha Tia/Mãe Jane se foi… num susto, de repente. Isso mudaria todos os planos existentes para 2015 e para vários outros anos…

IMG_0023

Num segundo nossas viagens a São Paulo já não faziam sentido. A comidinha especial que ela sempre fazia para mim na quarta-feira santa… já não tinha como saborear… Tantos…tantas coisas e sentimentos que não cabem aqui.

Ficou um vazio enorme, uma responsabilidade imensa e uma saudade sem fim.

Os dias que se seguiram não foram dos mais fáceis, em abril minha prima Edjane (filha da minha Tia Jane) descobre um tumor no intestino. Cirúrgico e que exigiria 12 sessões de quimioterapia.

AREZZO E BOTICARIO MAIO 2015 1104

Seria um longo ano, era certo. Uma grande batalha se apresentava diante de nós.

Mas, vencemos!

Não foi um ano de risos, de festas, viagens ou luxo. Mas foi sim, um GRANDE ANO. De aprendizado, de Fé e de olhar para dentro e para os lados. Reconhecer quem é verdadeiramente seu AMIGO e qual o tamanho da nossa FÉ.

Minha prima, Edjane Mello, está curada! Estamos na reta final das sessões de quimioterapia, dia 06 de janeiro será a última.

Por conta disso o réveillon será em casa, em lugar seguro.

Fomos ao Palato Farol e compramos a ceia completa, tudo pronto. Que coisa mais linda é ter um Palato. Sempre fui orgulhosa de ter um lugar tão bacana na minha cidade, mas hoje me senti encantada. Chegamos lá, sem fazer encomenda antes, e encontramos tudo que queríamos. Embalado, bonitinho e por um preço que valia à pena. Tá, não dá pra ser tudo isso e ainda ser um pechincha, né? Tudo tem um custo, mas o retorno sobre o investimento foi super positivo. #ParabénsPalato

palato farol reveillon 2016

 

Bem, mas esse 2015 para mim foi marcado por grandes encontros e realizações também.

Construí uma relação linda com uma turminha que eu AMO e com a qual formo a Essenz Comunicação e o Espalhaí.com. Isis, Aldia, Eduardo, Dani,Will, Tony, Gláucia, Edjane, Igor e mais recentemente, Marcella. 2015 foi caminho, obra de construção.

Se pelos astros foi tempo de colheita, eu contrariei um pouco e me ocupei de plantar. Talvez esse plantar seja a minha colheita. Finalmente encontro o caminho do meio, da delicadeza, da parceria. Abro mão de ser uma, para me tornar um grupo, um TIME. Jogar junto, comemorar e crescer ainda mais.

Termino esse período com um sentimento de GRATIDÃO, por todo aprendizado e amadurecimento. (rsrsrsrsrs) Impossível não ouvir Roberto Carlos: “Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”.

IMG_3939

Não posso dizer que meu coração saltita de alegria hoje, que é de pura festa o sentimento… Não, não é verdade. Sinto uma saudade imensa da minha Tia, não estou na melhor forma física (mais uma vez não cumpri a velha promessa de ano novo), ainda brigo mais do que gostaria com a minha prima Edjane e tenho um outro bocado de coisas para resolver… no ano que vem. Mas o que quero registrar aqui é que apesar de todas as dificuldades e dores de 2015, me sinto mais forte e com minha Fé renovada.

E para não deixar de cumprir a velha missão, vamos às promessas para 2016:

1- Eu prometo me amar mais, me perdoar mais, ser mais atenciosa e delicada comigo.

2- Eu prometo correr menos, ser menos perfeccionista e imediatista.

3- Eu prometo comer bem e sem culpa, buscando alimentar meu corpo de coisas que me tragam saúde e felicidade.

4- Eu prometo rezar mais e meditar mais. Ouvir boas músicas e ver lindos filmes.

5- Eu prometo dizer EU TE AMO a todas as pessoas que AMO e que vou amar em 2016 :)

6- Eu prometo abrir os olhos e levantar a cabeça quando estiver andando por aí. Para que não aconteça como hoje, no Palato.

  • Estava caminhando e um homem interrompeu meu caminho. Tentei desviar para um lado e ele foi pro mesmo lado. Desviei de novo, e ele também. Até que ele se jogou contra mim e me abraçou. :$ Só aí vi que era um grande amigo meu. E que por estar andando, olhando pro chão, eu nem teria cumprimentado…  #FicaADica #OlhaPraCimaLane #OlhaProsLadosLane #OseuAmorPodeEstarDoSeuLado

7- Eu prometo viajar. Pra longe ou pra perto, mas irei viajar em 2016.

8- Eu prometo tentar, todos os dias, ser 1% melhor do que fui no dia anterior.

9- Eu prometo acreditar nos sonhos, meus e dos outros e lutar com muita alegria e FÉ para alcança-los.

10- Eu prometo escrever mais, pois eu AMO fazer isso.

#Vem2016 e que você nos traga Boas Notícias.

Elzlanne.

 

 

Leia Mais

NAO DAR SETA NO TRANSITO

Essa é auto explicativa, né?

E infelizmente uma realidade com a qual temos que conviver diariamente no trânsito.

Não encontrei números de Alagoas, mas no Distrito Federal, em 2013 o número de multas pela falta de uso da seta triplicou em comparação a 2012. O Detran multou 7.246 motoristas pela infração, contra 2.418 autuações no ano anterior.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, não dar seta é infração grave, com multa de R$ 127,69 e perda de cinco pontos na carteira.

#FicaADica #VamosUsarSETA

*Informações do G1 DF

Leia Mais